SLRR Brasil
Olá, faça login para ter acesso a todo conteúdo que a comunidade SLRR Br disponibiliza para você.

[Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por GuuiStyLe em Qui Jul 19, 2012 6:46 pm

É , aconteceu , e olha aí a matéria












PRESSÃO vs VENENO
A Flash Preparações apresenta seus novos mísseis de ‘quarto de milha’: o Turbo de Fábio Stelle e o Aspirado de Thiago Baraka

Fotos: Sidney Filho
Reportagem: Régis Vasconcellos
STELLE E SEUS 1260 CAVALOS
Fábio Stelle quer de volta o que era seu, o trono da Turbo Traseira
Há quase dez anos atrás Fábio Stelle iniciava uma carreira meteórica e arrasadora na categoria Turbo Traseira. Nessa época, com 840 cavalos nas rodas, o piloto paranaense ganhou campeonatos, Festivais e bateu inúmeros recordes. O motor 250 turbo com Weber preparado pela Flash Preparações, de São José dos Campos, chegou a empurrar o antigo Opala branco com janelas vermelhas até os 10s5 nos 402 metros, tempo recordista da era dos pneus radiais de rua.
Fábio arrasou a categoria e em busca de novos desafios decidiu montar um GM Omega. “A ideia era boa, pois é um carro com melhor aerodinâmica e entre-eixos maior. Porém, o custo para deixar o carro no peso do regulamento ficou inviável”, lembra Marcão Simões, preparador da Flash. A categoria ainda sofria os efeitos da devastação do antigo Opala de Stelle e tinha poucos concorrentes, então o piloto ficou sem motivação para investir mais no Omega. O resultado disso foi o afastamento do piloto da briga ferrenha pelos pódios, mas ele continuou a ter carros fortes e se divertir nas pistas.
Recentemente a Turbo Traseira ressuscitou com a entrega de grandes concorrentes e novas tecnologias, que empurraram os carros a patamares inimagináveis. Movido pelo desafio, Stelle procurou sua antiga equipe, a Flash, para construir um novo Opala e tentar retomar o que um dia foi seu, o cinturão da Turbo Traseira. Stelle e Marcão criaram um 72 Gran Luxo único e agressivo: motor 250” de 1050 whp@2,2 BAR (Bullseye S480) e diferencial Ford 9.
Robusto
O novo Opala de Stelle estreou no 18º Festival de Curitiba, realizado em dezembro de 2.011. O TT #31 foi o primeiro carro da categoria a usar diferencial Ford 9. No início da construção do carro, a opção pelo Ford 9 espantava os curiosos, mas atualmente a escolha se mostrou inteligente devido as quebras sofridas pelos Dana 44 na pista. Marcão fala sobre o assunto: “O Dana e o Ford 9 requerem investimentos similares, então fomos para cima da coisa certa: o mais robusto”.
Se o diferencial segura o rojão, então resta saber se o câmbio vai aguentar o tranco de 133 kgf/m que chegam as rodas. Por enquanto, nas duas primeiras corridas, o desenvolvimento do carro esbarrou nas quebras de câmbio, mas a equipe segue com novos testes a procura da solução. “Acredito que a melhor solução seria a liberação de câmbios como o GForce e o Liberty para essa categoria”, revela Marcão.
1260 cavalos GM
Realmente, o câmbio tem que ser bruto para suportar o motor GM 250 turbo preparado pela Flash, referência internacional nessa configuração. Produzir 1.000 cavalos nesse motor é serviço do tipo ‘kit turbo’ para a oficina do interior paulista. Após muitos anos de experiência e recordes nas pistas, a equipe conheceu os limites do motor, o que permite correr com altas cavalarias e boa durabilidade.
O propulsor do TT #31 entrega 1050 cavalos nas rodas com 2,2 BAR de turbo, sem o artifício do intercooler – é chapa quente mesmo! O virabrequim GM de 89,4 mm de curso gira 8.000 RPM até as trocas de marcha, feitas com auxílio do Fuel Tech Gear Controller. O turbo Bullseye de rotor 80 mm nem perde o embalo e continua a empurrar a próxima velocidade novamente até os ‘ oito pau’.
O motor usa bielas de alumínio BME e pistões JE. O comando de válvulas é de prateleira, um Crane 290°x300° para turbo. O cabeçote é projeto da própria oficina, com válvulas 1,94”x1,60” e itens Crower de Cr-Mo. O interior do motor não tem mistério, são necessários apenas bons componentes e alguns reforços no bloco para suportar os mais de 1.000 cavalos.
A admissão do 250” esbanja simplicidade: sem cooler, sem plenum, sem borboletas da Nasa e sem medo de ser feliz. Do outro lado da tampa de válvulas clássica, a ignição tem seus luxos, como a roda fônica AEM no lugar do distribuidor. As seis bobinas são Bosch de VW Gol Mi – o uso de peças originais e simples com excelente performance é uma das marcas registradas dos projetos da Flash.
Fábio Stelle apenas começou sua longa jornada para retornar ao topo da categoria, para então tentar desbancar os atuais ponteiros. O piloto tem experiência de sobra e está muito entusiasmado com a competitividade da Turbo Traseira, o que certamente nos trará grandes disputas ainda em 2.012.
VENENO DA LATA

Com injeção eletrônica e pouca taxa de compressão, os cavalos são criados na base das latas de nitrometano

A categoria Traseira original mudou muito ultimamente. Algumas liberações de regulamento e novas técnicas descongelaram os tempos dos placares. Há décadas os Opala cresciam timidamente na pista, mas de três anos para cá o quarto de milha ficou quase dois segundos mais curto. O primeiro item que incendiou a categoria foi o pneu Drag Radial, que libertou todo o potencial dos motores 5.0 L. O mais recente avanço foi a difusão do nitrometano, que associado a injeção eletrônica atingiu proporções nunca antes imaginadas. Atualmente, a cavalaria dos Opala é diretamente proporcional ao número de latas de nitrometano encontradas nos boxes das equipes.
O combustível exótico é famoso por operar milagres, mas para receber essa benção química, muito esforço mecânico e eletrônico deve ser realizado previamente. O motor deve ser preparado, criado, com novas características para potencializar o nitrometano. Com isso em mente, a Flash e o piloto curitibano Thiago Baraka construíram o T.O. #200: um carro que gosta do veneno da lata, assim como criança gosta de Toddy.
SALA DE MÁQUINAS
À partir do bloco original GM 4100, a Flash fez um motor a metanol que rende 405 cavalos na roda, cerca de 480 no motor. Com quatro latas do veneno, dois litros, adicionadas a oito litros de metanol a potência salta para 455 whp, que são mais de 550 no motor. A mistura de nitro ao metanol pode chegar tranquilamente a 40%, então faça os cálculos de onde a potência vai chegar. Marcão Simões, preparador da Flash, não aferiu a potência com todo esse tempero, pois o carro ainda é novo e o foco é manter o equipamento íntegro antes avançar no veneno.
O motor tem 4.929 cm3 de deslocamento volumétrico: virabrequim GM 292 (104,6 mm) e pistões Iasa 100 mm. As bielas têm 6” de comprimento entre centros dos colos, o que faz gerar grande torque instantâneo com tamanho curso de virabrequim. O cabeçote foi desenvolvido pela Flash em parceria com a D&C, oficina gaúcha chefiada pelo preparador Chacal — são válvulas de 1,94”x1,60”, pratos de Cr-Mo, balanceiros roletados, comando sólido e dutos remodelados.
Para alimentar altas proporções de nitro é primordial o uso da injeção eletrônica com injetores de alta vazão, pois a estequiometria do nitrometano requer grandes volumes combustível. O motor do Baraka usa seis injetores de 225 lbs/h, que quando vão receber 20% de nitro ganham 25% no tempo de injeção. “Ainda estou começando a trabalhar com o nitro. Esse acréscimo de alimentação gerou bons resultados nesse motor, mas tenho certeza que ainda existe muito para ser aprendido”, conta Marcão. O ponto de ignição, aferido por roda fônica, é avançado em quatro graus na mistura de 20%.
Além do motor dominado, a Flash e o Baraka precisam de um bom conjunto de transmissão e suspensão para buscar o topo da categoria. A suspensão foi feita pela própria Flash, que é reconhecida como uma das melhores, ou a melhor, equipe de chão do Brasil. “O regulamento da T.O. permite poucas modificações no conjunto, mas existem muitas melhorias possíveis. Trabalhamos principalmente na rigidez e alinhamento das peças, além de obviamente re-calibrar as molas e amortecedores”, revela Marcão.
O câmbio é escalonado com engrenagens da Recuperg de engate rápido e usa Gear Controller da FuelTech. O preparador lembra que em categorias tão fechadas como a T.O. é primordial usar todos os recursos possíveis para abaixar o tempo, então o Gear Controller é um item obrigatório para ir bem na briga.
Com poucas aparições na pista, o T.O. #200 já se destaca nos placares. Baraka ainda está melhorando o 60 pés, mas já alcançou a marca em 1s7. Nos 201 metros, o piloto curitibano tem o expressivo tempo de 7s0, enquanto nos 402 metros do AIC chegou a impressionantes 10s7. Com um pouco mais de desenvolvimento e, obviamente, latas de nitrometano, o T.O. #200 tem tudo para ser um dos principais carros das próximas temporadas.

Edit: Tem mais fotos
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


avatar
GuuiStyLe
Enula WRY
Enula WRY

Mensagens : 96
Data de inscrição : 12/04/2012
Idade : 17
Localização : Meu PC *--* '

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por khalua em Qui Jul 19, 2012 7:44 pm

Gostei desse motor, parece de baiern 3.6 Very Happy
EDIT: É impressão minha ou o pneu traseiro esquerdo está mucho?

khalua
Duhen 1.5
Duhen 1.5

Mensagens : 24
Data de inscrição : 09/07/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por Ryamcooper em Qui Jul 19, 2012 8:13 pm

@khalua escreveu:Gostei desse motor, parece de baiern 3.6 Very Happy
EDIT: É impressão minha ou o pneu traseiro esquerdo está mucho?
Impressão sua, o pneu dragster é um pneu liso que quando acionado ocorre esse efeito ai.
avatar
Ryamcooper
MC GTLE
MC GTLE

Mensagens : 803
Data de inscrição : 10/02/2012
Idade : 20
Localização : Hell

http://ryancooper.picturepush.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por Fad 22 em Qui Jul 19, 2012 9:16 pm

Geralmente o pneu onde se tem a força motriz são de baixa calibragem mesmo... Para arrancada claro. Porque quando o ar esquenta, ele se espande...

E que turbina pequena em... Razz

_______________________________________________________________________________________________________________




/ F / I / A / T / Lovers
Get in, sit down, shut up, hold on!
avatar
Fad 22
PsicOpala da Test Track
PsicOpala da Test Track

Mensagens : 6732
Data de inscrição : 14/09/2009
Idade : 24
Localização : Timóteo - MG

http://fad22.110mb.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por GuuiStyLe em Qui Jul 19, 2012 9:32 pm

Mas Fad , no meu ponto de vista , uma turbina maior iria gerar mais HP , e com isso menos estabilidade :l , Mas tá ai , passou dos 1000 HP , e o dono tá feliz com isso , levando as taças pra casa e já era. :B
avatar
GuuiStyLe
Enula WRY
Enula WRY

Mensagens : 96
Data de inscrição : 12/04/2012
Idade : 17
Localização : Meu PC *--* '

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por Davi357 em Qui Jul 19, 2012 9:36 pm

Da para ir até a lua com uma turbina dessa!
avatar
Davi357
MC GTB
MC GTB

Mensagens : 334
Data de inscrição : 18/02/2010
Idade : 19
Localização : Brotas SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por GuuiStyLe em Qui Jul 19, 2012 9:38 pm

@Davi357 escreveu:Da para ir até a lua com uma turbina dessa!

Eh , bixin é osso duro de roer , talvez eu veja ele na pista *-* '
avatar
GuuiStyLe
Enula WRY
Enula WRY

Mensagens : 96
Data de inscrição : 12/04/2012
Idade : 17
Localização : Meu PC *--* '

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por silent_rider em Qui Jul 19, 2012 11:06 pm

Turbina pequena esse hein, ele não perde potência por puxa ar quente?
avatar
silent_rider
Duhen 1.5
Duhen 1.5

Mensagens : 18
Data de inscrição : 02/06/2012
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por hayabusa em Ter Jul 31, 2012 3:04 pm

Esse turbo ai deve ter umas 7 Toneladas de ressão Razz
avatar
hayabusa
Baiern CoupéSport 2.5
Baiern CoupéSport 2.5

Mensagens : 100
Data de inscrição : 25/07/2012
Idade : 21
Localização : Na frente do PC

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por Égon Philipe em Ter Jul 31, 2012 3:16 pm

ja vi correndo, mas sinceramente não acho que fez jus a potência descrita. creio que ele estava ''amaciando'' o motor quando quando vi. espero que ande bem, sem problemas.

PS: alguem ae é de Curitiba?
avatar
Égon Philipe
Duhen 1.5
Duhen 1.5

Mensagens : 29
Data de inscrição : 30/06/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por KADETT GSI-T em Ter Jul 31, 2012 3:21 pm

tomem cuidado eu ja vi muita gente fala tudo que se escreve,publica pode não ser verdade pura propaganda!!!
avatar
KADETT GSI-T
Einvagen GTK
Einvagen GTK

Mensagens : 48
Data de inscrição : 25/05/2012
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Revista RaceMaster] Opala de 1260 Cavalos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum